• Home
  • Blog
  • Contrato de manutenção preventiva: vale a pena investir?

Contrato de manutenção preventiva: vale a pena investir?

Contrato de manutenção preventiva

Você sabe as diferenças entre um contrato de manutenção preventiva e um de manutenção corretiva? Quem trabalha com gestão de negócios e opta por terceirizar esse tipo de processo deve estar atento: além de conhecer as nuances de cada tipo, é fundamental ser capaz de avaliar a melhor maneira de estruturar um bom contrato.

Para ajudar você nesse processo, preparamos o texto a seguir. Abaixo, veja como montar um contrato de manutenção de qualidade e qual tipo de serviço escolher!

O que é um contrato de manutenção?

Esse é um documento utilizado para orientar as operações de prestação de serviço comercial. Ele é moldado pelo contratante e pelo contrato, conforme o seu perfil de negócio e expectativas. Assim, é possível criar uma base de compromissos pela qual serão guiadas as ações de ambos.

Quais são os tipos de contrato de manutenção existentes?

Os contratos de serviços de manutenção podem ser moldados considerando dois tipos de operações, as manutenções corretivas e preventivas. Confira, a seguir, as diferenças entre cada uma!

Preventiva

O contrato de manutenção preventiva é feito para operações que ocorrem antes de o problema acontecer. Portanto, elas são voltadas para mitigar riscos. A partir da análise do perfil da empresa, o profissional montará um plano de ação que elimine possíveis erros e garanta que a infraestrutura terá uma longa vida útil.

Corretiva

O contrato de manutenção corretiva, por outro lado, é voltado para serviços que só são acionados se algo ocorrer. As medidas preventivas, portanto, não fazem parte do seu escopo. O seu objetivo principal é moldar um serviço capaz de eliminar problemas rapidamente e com menor custo operacional possível.

Como fazer um contrato de sucesso?

Para isso, alguns passos podem ser tomados. Em conjunto, eles ajudam no planejamento das operações e eliminam riscos. Os principais são os seguintes:

  • identificar as partes que estarão envolvidas nas operações, assim como as suas responsabilidades;
  • identificar o objeto que será coberto pelo serviço de manutenção;
  • registrar as obrigações de todos os envolvidos;
  • registrar os requisitos mínimos de qualidade;
  • definir o preço dos serviços, assim como multas e prazos de pagamento;
  • alinhar as condições de rescisão do contrato;
  • definir o escopo das operações;
  • alinhar metas de performance e qualidade;
  • alinhar prazos para a revisão do contrato e reajuste automático dos valores de pagamento.

Será que realmente compensa esse investimento?

Certamente! O motel que conta com um profissional, ou empresa, para realizar as manutenções preventivas ou até mesmo corretivas nos equipamentos essenciais para a sua operação, com certeza terá uma janela menor de paralisação em relação a outro empreendimento que dependa da agenda e disponibilidade desses profissionais. Isso porque, deve constar no contrato de manutenção o que chamamos de SLA (Service Level Agreement) ou simplesmente Acordo de Nível de Serviço. O SLA, apresenta metas de nível de serviço, termos de compromisso, prazos para os atendimentos entre outros. Em outras palavras, é um esclarecimento técnico do contrato que poderá fazer a diferença para satisfação total do contratante.

 

Mas fique atento, o contrato de manutenção, seja ele de manutenção preventiva ou corretiva, deve ser feito com muito cuidado. Afinal de contas, esse é um serviço fundamental para a continuidade operacional de um motel. Portanto, se for mal executado, impactará diretamente no posicionamento da marca e na sua relação com clientes e parceiros comerciais.

Por isso, a empresa deve estar atenta e sempre moldar os seus contratos com cuidado e visão abrangente. A comunicação com o prestador de serviços deve ser aberta e pautada pelo alinhamento de expectativas. Desse modo, será possível moldar um contrato de manutenção preventiva ou corretiva robusto e com alto custo-benefício.

Outro processo muito importante para ter empresas funcionais é manter as contas em dia. Veja no nosso e-book sobre como fazer a contabilidade de motéis sem dificuldades!

Rômulo Simões

Formado em Sistemas de Informação pela Faculdade Doctum/ES. Atuou, desde 1997, no desenvolvimento de softwares para diversos segmentos. Em 1999 fundou a Microtecs Sistemas, onde atualmente dedica-se a gestão da empresa, buscando levar aos clientes os melhores produtos e serviços para o segmento moteleiro.
  • …atendeu todas as nossas necessidades levando um sistema inviolável e seguro além de trazer uma economia em todos os aspectos gerenciais do Motel, desenvolveu um sistema de gerenciamento de energia dentro das Suites proporcionando uma economia de mais de 30% na conta de Energia… Obrigado pela parceria e desejo que continuem com a mesma dedicação de sempre!

    Attila Miranda Barbosa, proprietário do Recanto Motel/ES

  • Sismotel tem um ponto essencial que faz toda diferença em qualquer parceria entre empresas: A comunicação com eles é algo de muita excelência, realmente excepcional.

    Railson Lacerda, supervisor dos Motéis Dallas/DF e Palace/GO

  • Temos parceria com o Sismotel desde 2017. Em 2019 trocamos o sistema de automação por Smart-IN G2, onde cada módulo sustenta 4 suítes. É viável pois temos economia de energia e se houver algum problema na automação ficamos apenas com 4 suítes sem controle de energia e as demais com controle total. Sem automação ficamos a mercê da ação humana e impossível de controlar o consumo de energia.

    Elisa Tereza Sartori, gerente do Motel Eros/MT

  • …implantamos a automação de energia nas suítes, e evoluímos para a plataforma online através do Analytics, tenho as informações em um clique em tempo real. Acho que o Sismotel possui a mesma cultura do nosso grupo, uma empresa com espírito de mudança continua, que evolui a cada dia.

    Daniel Dantas, proprietário dos Motéis Matury e Cajueiro/BA

  • A Microtecs com o Sismotel, é uma ferramenta indispensável para a gestão Moteleira, trazendo agilidade e economia.
    Há uma interação dos gestores com colaboradores através do sistema com informações primordiais em tempo real.

    Junior Grecco, proprietário do Motel Fly / ES

  • Ficamos tão satisfeitos que logo implantamos o Sismotel e automação em todos os 5 motéis. Hoje na palma da mão temos todo nosso controle e a Microtecs com profissionais capacitados e um suporte excelente.

    Douglas Maciel Azevedo, gerente da Rede Tropical de Motéis/RJ

  • Meu amigo Romulo, acho que já elogiei, mas gostaria mais uma vez de elogiar vc e sua equipe, sei que é obrigação de uma boa empresa prestar um bom serviço, mais isso tenho vivenciado na MICROTECS, conseguimos ficar tranquilo com relação a nossas demandas, independente de ser demanda ou solução de problemas.

    Rodrigo Parente, proprietário do Motel UP/CE

  • Os resultados com economia de energia giram em torno de 25 a 30% ou mais. Já em relação a segurança antifraudes, ai sim os resultados foram bem expressivos, acima dos 60%, eu Claudiomir, digo que passa dos 70%, hoje nem penso em ficar sem esta Automação e muito menos sem o sistema , fora de cogitação, os resultados realmente foram bem satisfatórios, grau de satisfação 100%.

    Claudiomar, gerente do Yes Motel/ES

Quero enviar um depoimento