• Home
  • Blog
  • Como funciona o quebra de caixa e como calcular o seu valor?

Como funciona o quebra de caixa e como calcular o seu valor?

Como funciona o quebra de caixa e como calcular o seu valor

Alguns profissionais lidam com riscos no ofício da sua função. Por exemplo, quem trabalha em construção civil atua em locais altos. Logo, ao serem contratados pelo regime CLT, eles podem ter um adicional. Quem trabalha no caixa de empresas, como em motéis, também lida com riscos. Então, eles podem receber o chamado quebra de caixa. Quer saber como funciona?

Trata-se de uma verba exclusiva para quem trabalha no caixa. Ela serve para recompensar os riscos que o profissional lida ao atuar nessa função e incentivar o maior cuidado e dedicação do profissional. Da mesma forma, os gestores também devem garantir o adequado cumprimento desse adicional.

Quer saber mais sobre o que é e outras informações sobre como funciona o quebra de caixa? Continue a leitura e fique por dentro?

O que é o quebra de caixa?

Conforme mencionado, trata-se de um adicional pago aos profissionais de caixa para compensar os riscos corridos ao manusear dinheiro diariamente. Quer dizer, esse ofício é visado pelos criminosos, que podem querer furtar ou assaltar o caixa, arriscando a integridade física e mental do colaborador.

Além disso, outro risco envolvido na função é o erro na contagem e na entrega do troco. Logo, é ainda mais importante que quem trabalha em caixa seja cuidadoso e atencioso com as funções exercidas.

Nesse sentido, a gestão do negócio pode fornecer o quebra de caixa como um estímulo financeiro, visando a saúde da corporação.

Como funciona o quebra de caixa?

Essa remuneração diferenciada funciona para motivar a maior eficácia ao trabalhar no caixa, similar ao adicional de insalubridade. Este é aplicado quando o colaborador exerce atividades de risco, como os já citados trabalhadores de construção civil. Para saber mais sobre as peculiaridades do quebra de caixa, acompanhe a seguir!

Previsões da CLT

O empregador não é obrigado legalmente a pagar o quebra de caixa. A sua aplicação é acordada entre o empregado, além de também fazer parte de reivindicações sindicais da classe.

Integração com o salário

Caso a empresa decida pagar pelo adicional, ele é registrado na carteira de trabalho junto com outros benefícios. A exceção é quando o pagamento serve como ressarcimento do colaborador, caso ocorra alguma eventualidade.

Como o valor do quebra de caixa é calculado?

Não existe um valor ou porcentagem padrão para o pagamento do quebra de caixa, já que se trata de um adicional não obrigatório. No entanto, para se ter uma referência, o empregador pode se basear no precedente Normativo do Tribunal Superior do Trabalho nº 103.

Segundo ele, o quebra de caixa para os profissionais deve corresponder a 10% do valor do seu salário. Por exemplo, se a remuneração do profissional de caixa é de R$ 1.500, a gratificação fica no valor de R$ 150. Embora esse valor possa variar para mais ou para menos, fica a seu critério.

Então, tirou suas principais dúvidas sobre como funciona o quebra de caixa? Como visto, trata-se de um pagamento não obrigatório, mas que atua como um estímulo financeiro.

De qualquer forma, quer tornar a gestão financeira do caixa automatizada para trazer mais segurança e praticidade aos seus profissionais do seu motel? Entre em contato conosco da Microtecs Sistemas e entenda como o Sismotel poderá te ajudar!

  • Ficamos tão satisfeitos que logo implantamos o Sismotel e automação em todos os 5 motéis. Hoje na palma da mão temos todo nosso controle e a Microtecs com profissionais capacitados e um suporte excelente.

    Douglas Maciel Azevedo, gerente da Rede Tropical de Motéis/RJ

  • Meu amigo Romulo, acho que já elogiei, mas gostaria mais uma vez de elogiar vc e sua equipe, sei que é obrigação de uma boa empresa prestar um bom serviço, mais isso tenho vivenciado na MICROTECS, conseguimos ficar tranquilo com relação a nossas demandas, independente de ser demanda ou solução de problemas.

    Rodrigo Parente, proprietário do Motel UP/CE

  • Temos parceria com o Sismotel desde 2017. Em 2019 trocamos o sistema de automação por Smart-IN G2, onde cada módulo sustenta 4 suítes. É viável pois temos economia de energia e se houver algum problema na automação ficamos apenas com 4 suítes sem controle de energia e as demais com controle total. Sem automação ficamos a mercê da ação humana e impossível de controlar o consumo de energia.

    Elisa Tereza Sartori, gerente do Motel Eros/MT

  • A Microtecs com o Sismotel, é uma ferramenta indispensável para a gestão Moteleira, trazendo agilidade e economia.
    Há uma interação dos gestores com colaboradores através do sistema com informações primordiais em tempo real.

    Junior Grecco, proprietário do Motel Fly / ES

  • …implantamos a automação de energia nas suítes, e evoluímos para a plataforma online através do Analytics, tenho as informações em um clique em tempo real. Acho que o Sismotel possui a mesma cultura do nosso grupo, uma empresa com espírito de mudança continua, que evolui a cada dia.

    Daniel Dantas, proprietário dos Motéis Matury e Cajueiro/BA

  • Sismotel tem um ponto essencial que faz toda diferença em qualquer parceria entre empresas: A comunicação com eles é algo de muita excelência, realmente excepcional.

    Railson Lacerda, supervisor dos Motéis Dallas/DF e Palace/GO

  • Os resultados com economia de energia giram em torno de 25 a 30% ou mais. Já em relação a segurança antifraudes, ai sim os resultados foram bem expressivos, acima dos 60%, eu Claudiomir, digo que passa dos 70%, hoje nem penso em ficar sem esta Automação e muito menos sem o sistema , fora de cogitação, os resultados realmente foram bem satisfatórios, grau de satisfação 100%.

    Claudiomar, gerente do Yes Motel/ES

  • Por meio da implementação da ferramenta, há muito mais facilidade em gerenciar o controle de estoque e o fluxo de caixa, justamente pela ampla disponibilidade de relatórios que o sistema emite.

    Roberto Perezini, CEO do Kalú Motel, Ubá/MG

  • “Vender não é fácil, mas se vende” agora o diferencial é o pós venda e o suporte após a venda. Nesse quesito a Microtecs está de parabéns!

    Flávia Regina, proprietária do Vip’s Motel – Formosa/GO

  • …atendeu todas as nossas necessidades levando um sistema inviolável e seguro além de trazer uma economia em todos os aspectos gerenciais do Motel, desenvolveu um sistema de gerenciamento de energia dentro das Suites proporcionando uma economia de mais de 30% na conta de Energia… Obrigado pela parceria e desejo que continuem com a mesma dedicação de sempre!

    Attila Miranda Barbosa, proprietário do Recanto Motel/ES

Quero enviar um depoimento